Os riscos da trombofilia durante a gravidez

Os riscos da trombofilia durante a gravidez

A trombofilia é caracterizada por promover alterações na coagulação sanguínea. Ela pode ocorrer por mutações ou deficiências dos fatores de coagulação e pode ser hereditária ou adquirida.

O risco é que os coágulos obstruam os vasos sanguíneos, causando o entupimento das veias dos pulmões, coração e cérebro materno, além da circulação da placenta.

Durante a gravidez, já ocorre naturalmente um estado de hipercoagulabilidade do sangue materno. Em relação à saúde da mãe, uma das complicações mais temidas é a embolia pulmonar, que é quando as artérias ou veias do pulmão ficam obstruídas.

Entre os fatores que podem piorar o quadro, estão a gestação gemelar (a mulher produz mais fatores de coagulação), desidratação, idade avançada e excesso de peso. Mesmo com o tratamento, a gestação de grávidas com trombofilia é sempre de alto risco.

Por isso é preciso fazer um pré-natal rigoroso, acompanhando bem de perto tanto a saúde da mãe como do filho.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mensagem enviada com sucesso!