Alergia ao leite x intolerância à lactose: qual a diferença? – por: Dra. Cristiane Tsuge

Alergia ao leite x intolerância à lactose: qual a diferença? - por: Dra. Cristiane Tsuge

É comum confundir Intolerância à Lactose com Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV). Ambas as condições representam reações adversas ao leite, porém elas são diferentes entre si, com sintomas e tratamentos específicos.

 

A alergia é a reação do sistema imune à proteína do leite, enquanto a intolerância é a dificuldade de digerir e absorver a lactose, que é o “açúcar” do leite.

 

Nos casos de alergia, o sistema imune imaturo reconhece a proteína do leite de vaca como “invasora” e ativa mecanismos de defesa, o que se traduz em sintomas diversos, como coceira na pele, vermelhidão, inchaço nos lábios, dor abdominal, irritabilidade, vômitos e sangue nas fezes, além de tosse e falta de ar. Em casos extremos, pode ocorrer reação anafilática. O tratamento é a exclusão da proteína do leite. Isso significa evitar não só o leite de vaca, como os derivados e produtos industrializados que contenham leite ou “traços” nos componentes. Portanto, fique de olho nos rótulos. A maioria das crianças evoluem para a cura até os 3 anos.

 

A intolerância é decorrente da diminuição da ação da enzima lactase, responsável pela digestão da lactose no intestino delgado. Dessa forma, ela chega intacta ao intestino grosso, aumentando a osmolaridade e a motilidade intestinal, que desencadeia a diarreia. Além disso, o açúcar excedente é fermentado pelas bactérias intestinais, com maior produção de gás CO2 e de acidez, levando à distensão, dor abdominal, flatulência e enjoo.

 

Um dos métodos de diagnóstico e tratamento é a prova terapêutica, que consiste em uma dieta sem a lactose com o objetivo de cessar os sintomas, que desaparecem rapidamente. Contudo, exames complementares, como pH fecal e Teste do Hidrogênio expirado, podem auxiliar na investigação. Aliada ao tratamento, medicamentos com a enzima lactase minimizam os sintomas de forma pontual.

 

Por fim, é importante destacar que produtos “sem lactose” são isentos do açúcar do leite, sendo indicado preferencialmente para quem é intolerante. Já quem é alérgico deve evitar todo alimento que contenha leite de vaca e seus derivados, independente da lactose. A dica é consumir receitas que substituem o leite de vaca por bebida vegetal e opções veganas, sem esquecer da reposição de cálcio.

 

E lembre-se: orientação nutricional é essencial! Caso seu filho tenha algum sintoma, procure ajuda médica.

 

A Dra. Cristiane Tsuge atende aqui no Centro Integrado Bella toda sexta-feira pela manhã. Para agendar uma consulta, entre em contato pelos telefones 2530-4779/2537-8980/99140-7211 (WhatsApp).

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mensagem enviada com sucesso!



Atividades FísicasCursosConsultasConvêniosOutros

[recaptcha]