Obesidade masculina: tem relação com a queda da testosterona?- por: Dra. Iara Sant’ Ana

Obesidade masculina: tem relação com a queda da testosterona?- por: Dra. Iara Sant’ Ana

A obesidade é um estado inflamatório crônico e pode causar hipogonadismo – síndrome clínica causada pela diminuição dos hormônios sexuais – por influência dessas citocinas inflamatórias, que agem inibindo o hormônio hipotalâmico responsável pela liberação da testosterona. Além disso, a obesidade reduz a SHBG (globulina ligadora dos hormônios sexuais), que está ligada a testosterona total, e portanto reduz a mesma.

Então já sabemos que a taxa de testosterona pode estar reduzida no paciente obeso. E agora, o que fazer?

A principal medida é a boa e velha mudança do estilo de vida. A alimentação saudável, associada a prática de atividade física regular, é capaz de reverter esse processo, ajudando na diminuição do peso.

 

E porque é preciso se preocupar com isso?

 

Níveis reduzidos de testosterona no homem constituem um fator de risco para o desenvolvimento de síndrome metabólica e diabetes tipo 2, aumentando a probabilidade de desenvolver aterosclerose. Cerca de 30% dos pacientes diabéticos e 25% dos obesos apresentam testosterona baixa, o que aumenta a mortalidade.

Mas atenção: não é para dosar a testosterona de todo mundo! O exame geralmente é pedido na presença de queixas sugestivas de hipogonadismo, como disfunção sexual, infertilidade, irritabilidade, etc. Caso você observe alguma alteração, procure um especialista!

A Dra. Iara Sant’ Ana atende aqui no Centro Integrado Bella toda terça-feira, das 12h30 às 16h30. Para agendar uma consulta, entre em contato pelos telefones 2530-4779/2537-8980/99140-7211 (WhatsApp).

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mensagem enviada com sucesso!



Atividades FísicasCursosConsultasConvêniosOutros

[recaptcha]