Você conhece a fotoproteção oral? – por: Dra. Cinthya Basaglia

Você conhece a fotoproteção oral? - por: Dra. Cinthya Basaglia

A pele é o maior órgão do corpo humano e consequentemente o que mais sofre com os efeitos nocivos da radiação ultravioleta (UV). A luz solar ainda causa manchas, envelhecimento precoce e uma série de doenças conhecidas como fotodermatoses, além de provocar o desenvolvimento do câncer de pele, um dos tipos mais diagnosticados no Brasil.

 

O uso do filtro solar é a maneira mais conhecida para proteger a pele dos efeitos dos raios UVA e UVB, emitidos pela luz solar. É a conhecida fotoproteção tópica, feita com o uso de um produto tópico (no caso, o protetor). Mas existe ainda um outro aliado que pode ajudar no combate aos efeitos da exposição aos raios solares: a fotoproteção oral.

 

O medicamento é feito com substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias, que ajudam a combater e corrigir os danos da radiação solar, prevenindo o fotoenvelhecimento cutâneo, rugas e manchas. Por conta disso, seu uso é indicado, principalmente, para pessoas em tratamento do melasma ou outras doenças pigmentantes. Vale lembrar também da sua atuação contra a luz visível e a luz azul, emitida pelos aparelhos eletrônicos, como computador e celular.

 

No entanto, ele não substitui o uso do protetor solar tradicional, funcionando, sim, como um aliado complementar para potencializar a ação tópica, que é indispensável.

Vale ressaltar que o fotoprotetor oral não deve ser usado sem a orientação do seu dermatologista, que indicará o tratamento mais indicado para você.

A Dra. Cinthya Basaglia atende aqui no Centro Integrado Bella toda quinta-feira, na parte da tarde. Para marcar uma consulta ou tirar dúvidas, entre em contato pelos telefones 2530-4779/2537-8980/99140-7211.

 

/99140-7211.

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mensagem enviada com sucesso!



Atividades FísicasCursosConsultasConvêniosOutros

[recaptcha]