Entenda a relação entre o coronavírus e o diabetes – por: Dra. Fernanda Braga

Entenda a relação entre o coronavírus e o diabetes - por: Dra. Fernanda Braga

O novo coronavírus tem o poder de infectar qualquer pessoa, independentemente da idade, cor, raça e sexo.  No entanto, alguns grupos tendem a desenvolver um quadro mais severo da doença, como os portadores de doenças crônicas, entre elas, o Diabetes. Isso acontece, em geral, nas pessoas que estão com as taxas alteradas. Alguns estudos têm apontado níveis de Hemoglobina Glicada igual ou acima de 7,7% como fator de risco para complicações.

Aqui no Brasil, segundo a International Diabetes Federation (IDF), cerca de 16 milhões de adultos foram diagnosticados com a doença. Vale ressaltar que as pessoas que estão no grupo de maior risco são aquelas que possuem mau controle metabólico, presença de complicações, doenças concomitantes e idosos. Já os riscos de complicações diminuem quando a doença está controlada, independentemente do tipo.

Os sintomas da COVID-19 são iguais aos das pessoas sem Diabetes, como febre, dor de cabeça e dor no corpo. O que deve ser observado é um aumento das glicemias durante a infecção, como acontece com qualquer outra. Por isso, é muito importante ficar em contato com seu médico caso seja diagnosticado.

Vale falar também sobre as gestantes diabéticas. Durante a gravidez, pode ocorrer um enfraquecimento no sistema imunológico, devido a alterações hormonais, sendo necessário ter atenção redobrada para evitar problemas como resfriados, gripes e infecções urinárias. É fundamental um controle melhor também das glicemias, que deverão ser medidas com maior frequência também para o bem-estar da mãe e do bebê.

Como ainda não tem um remédio ou vacina específica que combata especificamente o vírus, a principal medida para conter o contágio é o isolamento social. Saia de casa somente em caso de urgência e não esqueça das medidas de contenção: usar máscara, higienizar bem as mãos e evitar aglomerações.

Caso você apresente sintomas leves, fique em casa e entre em contato com o seu médico. A recomendação é só procurar hospitais ou pronto-atendimentos se apresentar tosse ou febre por mais de um dia ou falta de ar.

Até o momento, não há evidências de que o tratamento será diferente para uma pessoa com diabetes. As medidas indicadas são o repouso e ingestão de líquidos; cuidados com a boa alimentação; uso de analgésicos e antitérmicos para aliviar os sintomas; e monitorar frequentemente sua glicemia. Não pare o seu tratamento sem orientação médica! Além disso, não tome nenhum medicamento por conta própria!

Aqui no Centro Integrado Bella, estamos realizando teleconsultas para pacientes já em acompanhamento e consultas presenciais em horários especiais para novos pacientes. Para mais infos, entre em contato pelos telefones 2530-4779/2537-8980/99140-7211.

Fonte: https://www.diabetes.org.br/covid-19/notas-de-esclarecimentos-da-sociedade-brasileira-de-diabetes-sobre-o-coronavirus-covid-19/ (Site da Sociedade Brasileira de Diabetes)

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mensagem enviada com sucesso!



Atividades FísicasCursosConsultasConvêniosOutros

[recaptcha]