Alimentação na gravidez: saiba o que comer em cada fase

Alimentação na gravidez: saiba o que comer em cada fase

Na gestação, o corpo da mulher passa por diversas mudanças metabólicas e fisiológicas. Por conta disso, essa época é o momento ideal para criar hábitos saudáveis, pois o bebê depende da uma boa alimentação para crescer e se desenvolver. De acordo com a nutricionista Lívia Cachapuz, que atende aqui no Centro Integrado Bella toda segunda e quinta, as refeições devem ser feitas a cada três horas. Vale lembrar que as porções não devem ser exageradas, pois podem causar mal-estar.

As consequências de uma má alimentação durante os nove meses podem trazer riscos para a mãe e o bebê. Lívia explica que quando a mulher ganha peso excessivo durante a gestação, a tendência é dela desenvolver diabetes gestacional. Além disso, se o bebê nascer acima do peso, a chance dele apresentar sobrepeso ou obesidade na fase adulta também é grande, em comparação a uma criança que nasceu com peso normal.

Mas você sabe o que deve comer em cada uma das três fases? A nutricionista detalhou abaixo os principais nutrientes necessários para o bem-estar e em quais alimentos encontra-los. Confira:

Primeiro trimestre – a ingestão do ácido fólico é fundamental nesta fase, pois a vitamina ajuda a formar o tudo neural, que dará origem ao cérebro e medula espinhal do bebê.

Alimentos: folhas verde-escuras (espinafre, escarola, couve etc), carne vermelha, feijão, lentilha, frutas cítricas, arroz e pão integral.

Segundo trimestre – a necessidade de ferro e cálcio aumenta nesta fase. Invista em alimentos com ácido docosahexaenoico (DHA), que é da mesma família do ômega 3. Ela auxilia no crescimento e desenvolvimento cerebral do bebê, diminuindo chance de distúrbios neurológicos. Também mantenha o foco na hidratação. Além de essencial para a saúde do bebê, a água ajuda a prevenir tonturas, enjoos e prisão de ventre.

Alimentos: alguns peixes, como atum, sardinha, salmão e bacalhau; sementes de chia e linhaça; e castanhas.

Terceiro trimestre – é importante realizar seis refeições balanceadas todos os dias, tomar 2L de líquido (água, água de coco e suco natural) por dia e consumir muitas fibras e frutas. Proteínas, fibras e carboidratos não refinados (com massa integral) também são indicados. Já o cálcio, por conta de seu papel na formação óssea do bebê, é obrigatório na dieta. Ele ajuda na produção de leite após o parto, no processo de coagulação do sangue e na prevenção da pré-eclâmpsia, complicação que traz riscos para a mãe e o bebê.

Alimentos: leite, queijo, iogurte, amêndoas, couve, agrião, brócolis, sardinha, feijão e produtos à base de soja, como tofu.

Alimentos proibidos ou que devem ter o consumo reduzido

Durante a gestação, a ingestão de cafeína, presente no café e no chá, deve ser moderada. A recomendação da Organização Mundial da Saúde é de, no máximo, 300 mg por dia (equivalente a três xícaras de 240 ml de café ou duas de expresso). Também evite o consumo de frituras, gorduras, excesso de sal, bebidas gaseificadas e comidas industrializadas.

Já entre os alimentos proibidos, estão as bebidas alcoólicas e carne mal passada, por conta do risco de toxoplasmose. Além disso, o chá de hibisco e alguns temperos, como a canela, também estão na lista.

Procure um acompanhamento nutricional, para que o profissional entenda a sua alimentação e monte um cardápio balanceado.

A nutricionistaLivia Cachapuz está aqui no Centro Integrado Bella toda segunda (manhã) e quinta (tarde). Para marcar uma consulta, entre em contato pelos telefones 2530-4779/2537-8980.
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mensagem enviada com sucesso!



Bella GestanteBella FemininaBella Tartari